Informações: +55 (11) 5183-9898
Rua Luigi Galvani, 200 • 7º andar • Brooklin • São Paulo • SP
  • LinkedIn ícone social
  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon

© 2018 por Milton Camargo

2017 chegou. A crise continua... como enfrentar?


Para muitos 2016 teve muito mais do que os 12 meses. Para muitos 2016 não terminava nunca. Teimava em se arrastar.


Eu até entendo a angustia de alguns, mas, de verdade, não adianta ficar reclamando ou usando a conturbada situação política e a teimosa recessão econômica como bode expiatório.


2017 chegou. E com ele renovam-se as energias e inicia-se um novo ciclo.

Neste cenário complexo e desafiador, as empresas precisamos mais do que nunca focar em algumas iniciativas que ao meu modo de ver são capazes de definir o sucesso ou fracasso neste novo ano que se inicia:


1 – Estar mais próximo dos clientes – Agora, mais do que nunca é hora de ficar perto dos clientes. Ajudá-los a enfrentar esse ciclo. Se seu negócio é B2B, com certeza seus clientes estão com dificuldades. Como seu negócio impacta a vida do seu cliente? Se o seu negócio é B2C, é o momento investir no atendimento, e de adequar produtos/serviços às necessidades que o mercado exige.


2 – Mobilizar as pessoas – Cuide das pessoas que trabalham com você. Muitos estão sobrecarregados, preocupados, indecisos, angustiados. Atue de forma mais próxima e propositiva. Comprometa-os com os desafios da empresa. Motive-as. Capacite-as. Um erro comum em tempos de crises é negligenciar a equipe. Um hábito corriqueiro é diminuir a verba de treinamento. Pense duas vezes antes de fazer isso.


3 – Reduzir custos e buscar maior eficiência operacional – Sai da vala comum. Busque os custos ocultos da empresa e não somente aqueles mais fáceis de serem observados. O custo da improdutividade, do retrabalho, da perda de tempo, das reuniões desnecessárias, das visitas improdutivas, da falta de agilidade, da duplicidade de tarefas e da falta de foco é muito mais alto do que se imagina. Não podemos ser complacentes com estes custos só porque eles não habitam as planilhas financeiras e parecem invisíveis.


4 – Reinventar o modelo de negócio – Esteja atento a novas oportunidades criadas pela mudança de hábitos dos consumidores. Inove para evitar que a margem de lucro diminua. Inove na forma de vender, entregar, produzir. Ouça o que o cliente tem a dizer, pratique a Co-criação e agregue novos valores ao que a empresa oferece. Entre no imaginário do seu cliente. Procure que você achará aonde inovar.


5 – Garantir o Caixa - É o momento de manter o fluxo de caixa no “azul”. Evite estoques desnecessários, compras que podem ser postergáveis, seja eficaz na hora de receber suas faturas. Garanta o fluxo de caixa positivo. Reduza seu endividamento. O momento exige “mão de ferro” na chave do cofre.


Quer concluir dizendo que o caminho para superar este novo ciclo não é optar pelo muro das lamentações. Temos que entender a realidade que nos envolve e superar os ajustes inevitáveis para mantermos nossas empresas acesas.


É o momento de assumirmos as rédeas do nosso destino e seguirmos em frente com foco, determinação e perseverança. Para sair dessa, não basta acreditar. Teremos de suar a camisa e fazer vários sacrifícios.


Comece hoje para ter direito ao Depois de Amanhã!